Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

B.Live.

Aqui escreve-se. Não interessa quando, como, onde ou sobre o quê/quem...escreve-se por vontade, escreve-se por se achar que escrever é a maior arma antistress desta vida. Escreve-se por se acreditar, sempre e em tudo.

B.Live.

Aqui escreve-se. Não interessa quando, como, onde ou sobre o quê/quem...escreve-se por vontade, escreve-se por se achar que escrever é a maior arma antistress desta vida. Escreve-se por se acreditar, sempre e em tudo.

Passei a passagem de ano longe de casa. Aquela casa que já não sinto como minha! Aliás, o último fim-de-semana do ano passei-o contigo, num canto só nosso, com o pijama vestido, a comida na mesa, um bolo feito por nós e, ora a TV ora o sistema de som ligados! Terminámos a noite com um filme, adormeci como sempre.

Desejo um ano diferente, bom, calmo. Desejo felicidade, amor, amizade, esforço que se transforme em sucesso!

Quanto à familia, essa, quer que eu seja os outros e não quem sou. Exige aquilo que nunca os próprios foram capazes de ser e fazer. Espero orgulhá-los mas nunca viver refém das suas espectativas e dos seus quereres (sendo-o já mesmo sem querer). Liguei-lhes à meia-noite a desejar-lhes o melhor da vida mas, acredito que o que sonham ser o melhor para mim nem sempre o é. Não é pelo menos aquilo que eu pretendo alcançar.

Fazem o melhor que conseguem.

Assim sendo, que todos encontremos o nosso jeito de sermos felizes. Com o pijama vestido, a comida na mesa, um bolo feito por nós e, ora a TV ora o sistema de som ligados foi mais do que suficiente!

Que cada um no seu espaço seja capaz de respeitar e não de controlar ou exigir...que todos encontremos o nosso jeito de sermos felizes, é isso que desejo para 2017.

4 comentários

Comentar post